AMOR    ao  PROXIMO





     Numa manhã de primavera um casal saia de sua fazenda para ir até a cidade grande onde passariam lá pelo médico que acompanhava a gravidez de Elisa, uma mulher que estava quase chegando aos nove meses de gestação.
     Após vários exames ele a medicou e a dispensou porque ainda não estava na hora da chegada do novo herdeiro para aquele casal. Segundo o Dr. ainda faltaria algumas semanas para o parto normal de Elisa e ele solicitou para ela ficar em repouso absoluto e não passar nervoso.
      O Casal não quis pernoitar na cidade, achando que como ainda era cedo poderia retornar para sua fazenda com a luz do dia porque a distancia era de mais ou menos 6 horas de viagem.
      Porem no caminho de volta foram seguidos por dois cavaleiros que após um bom tempo de perseguição, os atocaiaram num lugar bem de difícil acesso e ali assaltaram o casal, levando tudo que eles possuíam, deixando somente a carroça, seus cavalos e um pouco de água.
      A jovem senhora estava muito nervosa e chorava copiosamente porque seu marido tinha sido muito agredido e estava bem machucado. Ela por sua vez por estar com os nervos a flor da pele começou a ter várias contrações e a criança começou a nascer ali mesmo em precárias condições.
      Ela e o marido estavam desesperados sem saber o que fazer, então foi nessa hora que apareceu do nada um casal de negros andarilhos que estavam passando por ali e quando escutaram o choro e gemidos de Elisa pararam para ajudar.
      De pronto a senhora negra foi logo dizendo que era parteira e começou a fazer os procedimentos para o nascimento da criança, enquanto o seu marido cuidava do Sr; Antonio que era o marido de Elisa.
      Entre os gemidos de Elisa vieram o choro de uma linda menininha que acabava de nascer, e junto disso, ao longe se escutava o latido dos cães se aproximando, e foi nesse momento que o casal de negros ficaram apavorados.
      Elisa já com a menina em seu colo e ao lado de seu marido perguntou porque eles estavam tão nervosos e ai eles falaram que eram fugitivos de uma fazenda ali próxima e que seriam torturados se fossem capturados porque eles eram escravos.
      O casal de pronto os escondeu no carroção e quando o perseguidores chegaram eles disseram que eles passaram por ali mas foram embora mata a dentro.
      Passado o susto, o casal os convidou a seguir viagem com eles e eles de pronto aceitaram. Durante a viagem foi lhes perguntado o porque eles se arriscaram tanto parando para ajuda-los.
      E a resposta foi a seguinte:
      O que adiantaria viver uma vida se não ajudarmos ao próximo quando Deus os coloca em seu caminho. O que seria de nós se não fizéssemos o parto da criança que Deus confiou em colocar em nossas mãos para vir ao mundo.       Como seria se eu não fosse um instrumento de Deus naquela hora.
      Sabíamos que poderíamos ser pegos, mas estaríamos felizes por ter atendido o chamado de Deus no exato momento que ele precisou de nós.
      Com aquela explicação belíssima de se admirar, Elisa e seu marido convidou-os para morar na fazenda deles ate o fim de seus dias.
      Que essa bela historia de vida possa tocar o coração de todos, entendendo que Deus esta sempre te dando oportunidades na vida de servir ao próximo e com isso ser merecedor de suas próprias conquistas.

      Fique com a Paz e a Fé em Deus e no Cristo.




ANTONIO MATHEUS DOS ANJOS