SOLITÁRIO NO MEIO DA MULTIDÃO




      Eu já estava com idade avançada e a muito tempo já vinha me cobrando sobre algumas coisas que passaram em minha vida.
      Num desses dias sai para uma caminhada e caminhando e refletindo sobre a vida fui parar num lindo parque, lá dei uma grande volta e percebi muitas e muitas pessoas que como eu andavam por lá meio que solitárias, muitos casais, mas a maioria faziam atividades solitários.
      Sentei num banco e comecei a perceber tantas coisas que nunca havia observado, pessoas que estavam ali como eu, não se conheciam, nunca se viram, mas todos nós estávamos ali solitários cada um em sua reflexão intima , cada um com seus problemas, com sua tristeza, alegria ou mesmo com uma saudade interior, mas todos nós solitários no meio da multidão.
      Comecei então ali observar aquele bonito local, pensava e refletia em minhas lembranças sobre quantos amigos tive e se perderam ao longo do tempo, quantos familiares, até alguns bem próximos mas que eu não os via mais com frequência. Quantas coisas eu perdi de fazer na vida porque dizia que não tinha tempo, passeios que adiei porque não pude fazer da maneira mais cara que eu gostaria de fazer, mas pensando bem eu podia sim fazer, de uma maneira mais simples, mas não a fiz.
      Gastei tanto em supérfluos em besteiras que hoje percebo que não me faria falta nenhuma.
      Refletindo mais fundo me cobrava de tanto orgulho que tinha com roupas, sapatos, objetos que tinha que ter para poder mostrar que eu estava em boas condições capaz ate de fazer extravagâncias.
      Meu Deus, quanta ignorância e absurdo de minha parte.
      Ali em minhas reflexões percebia que com isso fui me afastando de tantos amigos, de tantas pessoas, afastei-me até de mim mesmo, porque eu me cobrava tanto que ou era para realizar algo com nota 10 ou não realizava. Faria uma viagem inesquecível de primeira classe ou não fazia.
      E assim o tempo passou e vi que podia sim ter feito tantas e tantas viagens de segunda ou terceira classe e com isso hoje eu teria mais histórias e aventuras para lembrar e mais amigos para visitar. Mas o que percebo é que não fui só eu que cometi tantos equívocos em minha vida, mas sim uma multidão que de uma maneira ou de outra cometeram erros semelhantes ou ainda cometem diariamente, sem perceber, que a vida esta ai para ser aproveitada, vivida, com a felicidade que cada dia reserva para nós, porque estamos aqui na terra para viver e procurar a felicidade em cada momento em cada situação que se apresentar para nós e assim aproveitarmos o Maximo para termos lembranças e vivencias boas a todo o momento a toda hora, sem medo de ser feliz com as pequenas coisas.
      Então amigos; abrace mais as pessoas, olhe nos olhos das pessoas e deseje a elas um ótimo dia, distribua bons fluidos de alegria , amor e simpatia, brinquem mais, sorriam mais, curtam mais os momentos que a vida lhe oferecer, e faça como o dito popular:
      Pegue o seu limão acido e azedo e faço uma deliciosa limonada, e perceba o quanto ela ira lhe fazer bem a sua saúde.
      Com isso você vera que não terás mais solidão, nem tristeza e a felicidade ira fazer parte do seu dia a dia.
      Viva feliz, seja feliz e que a paz de Deus preencha a sua vida.

 

 

ADELINO RIBEIRO NETO