ÓDIO  e  RANCOR

Quantos anos são jogados fora nas vidas de muitos daqueles que se colocam com ódio de seu irmão por motivos fúteis, por brigas e mesquinharias de ordem material. Ódio, por vezes incontrolável, que leva o ser rancoroso a cometer erros ainda maiores no campo das vibrações negativas que são geradas para si mesmo, num ato de ação e reação. Quanto mais esse ser cultiva rancores e mágoas, mais investe em transtornos para sua vida, e por vezes os carrega por anos ou séculos.
Muitas vezes terá de passar por um resgate muito dolorido e penoso para poder reparar e se redimir do mal que fez ao próximo. Quantas discórdias poderiam ser relevadas, num ato de interioridade de oração ou meditação... Conseguiríamos, desse modo, não só nos livrarmos de pequenos problemas, como também de tragédias, discórdias, desavenças e até mesmo de doenças, porque, na maioria das vezes, geramos a própria doença através de pensamentos ou por sintonias vibratórias que acabam se voltando contra nós mesmos. Doenças que começam com pequenas seqüelas e se tornam grandes no decorrer dos anos.
Por tudo isso, não jogueis fora as vossas oportunidades de “ deixar pra lá “, de esquecimento, até conseguirdes deixar adentrar o perdão em vosso coração.
Começai a vigiar vossos atos e ações no dia-a-dia e aprendei a olhar as pessoas com olhos de compreensão, pois muitos não têm entendimento ou oportunidade de aprender as lições que Jesus Nosso Mestre nos deixou.
Procurai viver feliz; afastai-vos de pensamentos e pessoas que possam vos causar danos que levarão muito tempo para serem resgatados.
O amor incondicional é uma arma enorme contra o mal.
O silêncio é uma grande prece quando empregado na hora certa.
Orientai-vos sempre através dos ensinamentos de Nosso Deus e segui sempre as lições que Jesus nos deixou.

CIRILO  RIBEIRO