VERDADES E MENTIRAS

Façamos uma análise destas duas palavras tão próximas, porém tão distantes:

· Verdade - é aquela que todos nós colocamos para fora de nossa alma, com o coração puro e aberto e a mente sintonizada com o plano superior, falando, explicando, ensinando, discernindo, analisando, etc.
· Mentira - quanto a essa palavra, por vezes ela se coloca tão próxima da verdade – porém tão distante ao mesmo tempo – que muitos sabem da verdade e mudam os seus rumos, porque a mentira conseguiu se sobrepor.

Como é triste ver tantos e tantos se comprometerem com a mentira! Muitas vezes, a mentira se prolonga por séculos, até que aqueles que se envolveram com ela acabam se entregando para a verdade e assim percebem quanto tempo se perdeu e quantas coisas de errado se fez para muitos e muitos. No futuro, essas pessoas terão de se resgatar pelos erros cometidos.
Por que passar por tudo isso? A verdade e a mentira estão ligadas para fazer com que o indivíduo aprenda a se vigiar constantemente e a ter dentro de si o mais valioso ensinamento de Jesus:

Ama teu próximo como a ti mesmo.

Nessa frase, procura analisar a simplicidade e a grandiosidade que as palavras expressam.

Se quiseres amor, doa amor ;
Se quiseres paz, doa paz;
Se quiseres verdade, oferece verdade.
Não caias em armadilhas da vida; não te percas na ambição desmedida do materialismo; entra dentro de tua alma e conserva sempre o padrão vibratório do amor, da serenidade e da verdade.

Não mintas para ti mesmo;
Não mintas para teu futuro;
Vive a verdade de cada dia;
Vive a verdade da tua vida.

Ama-te hoje e sempre, para ser amado.
Fica com Jesus e Deus em teu coração.

GENIVAL PEREIRA MAGALHÃES