BOAS NOVAS DE UM VIAJANTE

Há muito tempo eu era um velho mascate, bem conhecido. Viajava com uma caravana de amigos, levando vários tipos de materiais e utensílios diversos para muitas pessoas em lugares longínquos. Vivíamos de cidade em cidade, de vilarejo em vilarejo, lugares, por vezes, difíceis de chegar e de viver. Era em lugares como esses que passei boa parte de minha vida, indo e vindo, de lá para cá, incansavelmente.
Foi numa dessas andanças que um ancião um dia me indagou porque vivia ainda daquele jeito, já que possuía muitos bens e não precisaria mais viver naquelas andanças.
Narrei, então, a ele, diversas histórias de minha vida.
Na verdade passei quase todo o tempo levando notícias e esperanças a tantos e tantos que dependiam de minhas viagens para levar e receber informações novas, notícias de familiares, utensílios, roupas e remédios e tudo de bom que aquelas pessoas – quase que esquecidas do mundo – queriam ouvir.
O meu singelo papel era o de sempre dizer e trazer àquelas pessoas palavras de estímulo que faziam muitos continuarem a construir e a buscar a evolução daquele pouco que tinham, porque o progresso, chegaria.
Com minhas histórias e notícias conseguia levar a tantos a esperança de viver e continuar na luta, acreditando em Deus Nosso Pai e em Jesus que os colocou ali com um grande propósito de vida. Então, disse eu ao ancião, com toda essa responsabilidade que sinto em meus ombros, não deixarei de fazer o que faço e até o fim de minha vida irei levar o consolo e a esperança àqueles que deles necessitam.

O ancião olhou-me e disse-me que verdadeiramente ele estava diante de um grande homem na terra e me abençoou. Eu o agradeci muito.
Hoje, deixo essa mensagem a todos vós. Façais sempre o que há de melhor a fazer em vossas vidas, com muito amor e fé e com muita dedicação, pois muitos dependem de vós, e vossas jornadas têm realmente um propósito para ser vivida, com os que vos cercam. Confiai em vosso mentor; orai; vigiai-vos e contemplai a cada dia de vossas vidas a beleza que é o valor divino dessa vida que Deus vos deu.

Padre   PÉRICLES

Vilarejo ......... =  pequena aldeia ou pequena vila.
Ancião  .......... =  homem muito velho e respeitável.